Vouzela,  13 de Dezembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Azeitona: muito trabalho, pouco ganho

1 de Dezembro 2019

O dia começa cedo. Ainda não são oito horas e já se ouvem as varas compridas a bater nos ramos das oliveiras. Está frio. As pessoas, bem agasalhadas, mexem-se naturalmente ao ritmo do trabalho, mas a apanha da azeitona não dá para aquecer. “Ali ainda tem”, “poda aquele ramo”, “estende o panal” são algumas das expressões que mais se ouvem ao longo da jornada, que chega a estender-se por dias a fio e não termina quando escurece. À noite, é preciso limpar a azeitona e, se há quem já tenha máquinas para isso, outros fazem-no manualmente, balançando os crivos no conforto da lareira.

Leia a reportagem completa na edição desta semana do Notícias de Vouzela, tornando-se Assinante.

Contacte-nos: 232 772 026

Email: jvouzela.comercial@gmail.com

Nos escritórios de Vouzela e Oliveira de Frades

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com