Vouzela,  20 de Novembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

UCC Lafões

Dia Europeu da Saúde Oral – 12 de setembro

12 de Setembro 2019

Dia 12 de setembro comemora-se o dia europeu da saúde oral. A comemoração desta efeméride é uma oportunidade para sensibilizar, motivar e estimular a manutenção da saúde oral durante a vida com os hábitos corretos de higiene oral, alimentação e vigilância adequada. Uma boca saudável é fundamental para a saúde em geral. Em Portugal, desde 1986, têm sido realizados programas de promoção da saúde e prevenção das doenças orais, dirigidos especialmente às crianças e aos jovens, sob orientação técnico-normativa da Direcção-Geral da Saúde. Esta estratégia global de intervenção visa a prevenção primária e secundária da cárie dentária e a redução das doenças orais nas crianças e jovens, e grupos mais vulneráveis. Escovar os dentes é essencial para prevenir o aparecimento da cárie dentária e das doenças periodontais. Os dentes devem ser escovados, pelo menos 2 vezes por dia, sendo que uma delas, deverá ser à noite, antes de dormir.

Também a utilização do cheque dentista é fundamental na prevenção, diagnóstico e tratamento das doenças orais. Foi uma medida implementada pelo Serviço Nacional de Saúde há cerca de 10 anos, dando acesso a cuidados de saúde oral gratuitos. As populações abrangidas pelos cheques dentista são: crianças e jovens até aos 18 anos que frequentem escola pública ou IPSS (aos 7,10 e 13 anos os cheques são entregues na escola aos encarregados de educação, nas outras faixas etárias, em situações especificas, os cheques podem ser facultados nas Unidade de Saúde), grávidas seguidas no Sistema Nacional de saúde, benificiários do Complemento Solidário, utentes portadores de infeção por VIH/SIDA e utentes com lesão de cancro oral. Estes cuidados preventivos e curativos, de medicina dentária, serão efetuados nos consultórios onde os médicos aderentes exerçam a sua atividade e serão pagos através de “cheques-dentista” personalizados, em função da decisão clínica do médico-dentista aderente.

Os cheques dentista têm a validade de 12 meses após a emissão do 1º cheque. A não utilização do cheque dentista no âmbito da saúde escolar, impossibilita a emissão do cheque pelo seu médico de família, nas idades intermédias (8,9,11,12,14 e15 anos).

Embora a taxa de utilização nos concelhos de Vouzela e Oliveira de Frades, tenha sido elevada comparativamente aos dados nacionais, o objetivo principal é alcançar os 100% de utilização, de modo a que toda a população tenha acesso aos cuidados de saúde oral. O processo de monitorização e o trabalho de sensibilização por parte dos profissionais de saúde tem permitido aumentar o número de aderentes, o que se traduz por mais cuidados médico-dentários a grupos vulneráveis de utentes do SNS. As doenças orais, como a cárie dentária e as doenças periodontais, são um sério problema de saúde pública, uma vez que afetam grande parte da população, influenciam os seus níveis de saúde, de bem-estar e de qualidade de vida.

Uma boca saudável facilita a comunicação e a interação com os outros.

 A saúde oral está ao nosso alcance, basta querer!

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com